Se os dados da China decepcionam, EUA podem surpreender e resultados de dexametasona animam

Updated: Aug 17




O resultado de maio indica que se o temor da segunda onda da pandemia não se confirmar, a economia dos EUA pode se recuperar mais rápido do que o projetado.

O bom resultado nos EUA, aliado ao estudo de Oxford, que identificou o esteroide dexametasona como um remédio eficiente para reduzir a mortalidade de pacientes graves de coronavírus, é o principal motivo para as altas nas bolsas ao redor do mundo.

Nos EUA, o resultado das vendas do varejo em maio surpreendeu positivamente, diante de uma expectativa de crescimento de +8%, o resultado foi mais que o dobro (+17,7%).

Em maio a economia dos Estados Unidos recuperou 2,5 milhões de empregos, com um recuo também surpreendente da taxa de desemprego.

Assim como no Brasil, a queda das vendas do varejo em abril também havia sido recorde por lá, -14,4%.

A indústria dos EUA também se recuperou em maio, depois de cair 12,5% em abril (a maior queda em 100 anos). Em maio o resultado foi de +1,4%. Nesse caso o resultado veio abaixo da expectativa do mercado (+2,9%) segundo pesquisa da Reuters.

51 views
Receba nossos conteúdos!
  • Twitter - Black Circle
  • Spotify - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Facebook - Black Circle