Coronavírus preocupa, mas não justifica pânico

Updated: Aug 19


Diante do desconhecido, os investidores tendem ao pessimismo. O surto de coronavírus na China está causando pânico no mercado. Mas isso deve ser revertido.


Os preços dos ativos refletem expectativas e não fatos. As expectativas refletem uma maior aversão ao risco em circunstâncias de incerteza.


O mercado ainda não consegue avaliar com um mínimo de precisão os danos potenciais do fenômeno.


Uma possível referência é a crise da síndrome respiratória aguda grave (SARS) ocorrida em 2002/04. Este episódio acarretou um dano estimado de US$ 40 bilhões à economia internacional com um PIB global de cerca de US$ 40 trilhões, o equivalente a um milésimo do PIB mundial, um impacto de segunda ordem.


Mas cuidado: como impacto é concentrado na China, o principal parceiro do Brasil, o efeito pode ser mais significativo na economia brasileira, sem, contudo, comprometer a recuperação.

Receba nossos conteúdos!
  • Twitter - Black Circle
  • Spotify - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Facebook - Black Circle