Com atraso, Pesquisa Focus aponta para recessão em 2020

Updated: Aug 17



O boletim Focus do Banco Central contém as expectativas do mercado registrando pela primeira vez uma recessão em 2020. A provável queda do PIB está clara há pelo duas semanas, mas a Pesquisa tem uma certa defasagem.

A variação no PIB, que semana passada indicava crescimento de 1,48% caiu para uma queda de 0,48%. Apenas a título de comparação, a Goldman Sachs projeta uma queda de 11,4% para o PIB da Itália!

Outros indicadores também foram revisados para baixo: a taxa Selic para 2020, que estava em 3,75%, caiu 0,25p.p. para 3,50%; a expectativa de inflação também caiu para menos de 3% a.a., de 2,94%. Lembre-se que a meta de inflação é de 4%.

A diferença da crise atual para as anteriores é que a incerteza reside no momento em que haverá uma descoberta de um tratamento ou de uma vacina. Quando os investidores e toda a sociedade vislumbrarem uma “luz no fim do túnel”, as expectativas devem reverter rapidamente.

O problema é aguentar até lá! Segundo o Centro de Estudos de Mercado de Capitais da Fipe, de 245 companhias abertas do país, pouco mais da metade têm apenas três meses de dinheiro em caixa para aguentar sem faturamento. Imagine as pequenas e médias empresas. Aí reside a importância dos megapacotes!

Enquanto isso, há algumas boas notícias, da Espanha: queda no número de casos pelo quarto dia seguido, segundo o Centro Europeu de Controle de Doenças.

Nos EUA, o presidente Donald Trump estendeu as recomendações de “distanciamento social” até 30 de abril. Os EUA passaram ao centro das atenções com o maior números de casos no mundo com 144 mil contra cerca de 98 mil na Itália.

A recessão é inevitável em 2020. Mas dá para criar as condições de sobrevivência agora e o caminho para uma retomada futura. Neste momento, é preciso encontrar uma linha de ação clara e equilibrada de um lado, preservando as vidas e, de outro, preservando o emprego e a renda.

As medidas econômicas já anunciadas para atenuar os efeitos da crise estão na direção certa. Será preciso calibrá-las diariamente e intensificá-las sempre que necessário. Mas o mais importante ainda está faltando: coordenação e união nacional em torno delas.

Receba nossos conteúdos!
  • Twitter - Black Circle
  • Spotify - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Facebook - Black Circle