Produção industrial sobe; mas o caminho de retomada é longo

Updated: Aug 19


Apesar dos bons resultados em outubro, a indústria continua em uma situação difícil. O patamar da produção industrial em outubro ainda é quase 16% menor do que o pico da série histórica observado em maio de 2011.


Mesmo que o leitor não trabalhe na indústria, deve saber que a atividade industrial afeta decisivamente os serviços, o comércio, o conjunto da economia com forte repercussão sobre o emprego. Portanto, é urgente recuperá-la!!


2019 tem registrado uma recessão industrial até outubro: foi 1,1% no acumulado do ano. A tragédia de Brumadinho, que gerou uma queda da indústria extrativa de 9,5% e a crise argentina concorreram para o fraco desempenho.


A produção cresceu 0,8% em relação a setembro, um pouco abaixo da expectativa de 0,9%, mas ainda assim um bom resultado. É a 3ª alta consecutiva da indústria e o maior crescimento para outubro desde 2015. Os melhores resultados para a indústria no mês vieram dos bens de consumo duráveis, como eletroeletrônicos, crescimento de 1,3%, e semi e não duráveis, 1%.


Em relação a outubro de 2018 a alta é de 1%, puxada principalmente pela indústria de produtos alimentícios e bens de consumo em geral. Com os saques do FGTS, 13º do Bolsa Família e redução dos juros, a expectativa é de um 4º trimestre melhor que o do ano passado e a produção industrial começa a demonstrar isso.


A receita para a recuperação da indústria inclui muitos ingredientes. A redução do Custo Brasil, com melhora da infraestrutura e do desenho tributário é o principal deles. O caminho é longo, mas necessário. A indústria é essencial para a retomada da economia e da geração de emprego.

Receba nossos conteúdos!
  • Twitter - Black Circle
  • Spotify - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Facebook - Black Circle