Por que a queda de um Ministro da Justiça afeta tanto a economia?

Updated: Aug 17





A saída de Moro piora muito as expectativas econômicas ao enfraquecer ainda mais o governo. Sua saída abala a base de apoio do governo.


Os mercados no Brasil descolaram do resto do mundo. Agora os indicadores incorporam a crise política, além da pandemia e da crise econômica. A crise política tende a se prolongar. O próprio discurso de Moro impulsionará mais pedidos de impeachment.


Os indicadores brasileiros estão piores do que no mundo com a bolsa em forte queda e o dólar renovando a máxima nominal ao se aproximar de R$5,75, lembrando que o preço máximo do dólar corrigido pela inflação é de R$7,67, observado em outubro de 2002.


Isso tende a agravar o atraso da agenda econômica tanto em relação às reformas estruturais, que erroneamente haviam sido esquecidas, quanto em relação ao pacote anti-pandemia que tramita morosamente no Congresso.


A saída do Ministro da Justiça levanta dúvidas também sobre a permanência de outros ministros considerados avalistas do governo, como é o caso de Paulo Guedes, na Economia.


Além das reações imediatas, essa instabilidade política prejudica o ambiente de negócios no Brasil. Hoje não se sabe qual será o futuro da política econômica. A tendência é de o governo ter uma outra cara e outra base política. A dúvida é qual será a política econômica.


Moro sai do governo como um provável candidato a presidente, colocando mais alternativas no xadrez das eleições de 2022.

Recent Posts

See All
Receba nossos conteúdos!
  • Twitter - Black Circle
  • Spotify - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Facebook - Black Circle