A segunda onda da pandemia pode mudar (mais uma vez) as perspectivas econômicas...

As medidas para evitar a propagação do novo coronavírus refletiram na economia. Somente a China deverá crescer em 2020 e bem abaixo de seu padrão chinês.


Fonte: Outlook do FMI.


Para a economia, o isolamento social menos rígido no Brasil é um dos motivos das projeções de queda no PIB em 2020 serem revisadas positivamente.

A projeção de queda do PIB no boletim Focus chegou a 6,54% no dia 29 de julho (o recorde diário de novos casos de Covid 19). Agora, o mercado projeta uma queda de 4,84% em 2020.


Apesar da atual retomada da economia brasileira, a preocupação de uma segunda onda na Europa que leve a novos fechamentos começa a afetar o mercado internacional e impactar o Brasil também. Ontem o Dax fechou em queda de 3,71% e as outras bolsas do continente também caíram de forma semelhante.


Os casos de coronavírus na Europa estão em forte aceleração até mesmo em relação aos Estados Unidos. Felizmente a taxa de letalidade caiu, mas o setor de serviços começa a sentir os efeitos de nova desaceleração da atividade.


Fonte: WorldoMeters


A crise do novo coronavírus era impossível de se prever no início de 2020 e uma segunda onda pode mostrar que a retomada será mais demorada do que o esperado.


Observando a distribuição de erros de previsões do PIB do Brasil, um erro de previsão maior ou igual à magnitude do ocorrido no 2º trimestre de 2020 possuía apenas 0,01% de chance de ocorrer. Este erro foi o maior da história.


Para a economia mundial a única certeza que é que o grau de incerteza sobre a dimensão do impacto da Covid 19 ainda é grande.

37 views
Receba nossos conteúdos!
  • Twitter - Black Circle
  • Spotify - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Facebook - Black Circle